Skip to content

Tag: líder

“Eu podia tá matando, eu podia tá roubando…”

Quem nunca ouviu essa frase? Caso exista, deve ser um caso raro. É extremamente comum estar em um ônibus e entrar uma pessoa e começar: “Senhores passageiros, eu podia tá matando, eu podia tá roubando, mas eu tô aqui, pedindo a sua colaboração.” Claro que existem pessoas que pedem por necessidade, e fariam de tudo para não ter que se humilhar todos os dias para conseguir o de comer. Mas também existem centenas de picaretas, que usam da intimidação para tentar ganhar dinheiro fácil com o suor dos outros.

Vejam bem como é um caso culturalmente importante: quem usa essa oratória pensa, ainda que no subconsciente que pode ameaçar outras pessoas pois nada irá acontecer. O sentimento de impunidade que impera no nosso país faz com que pessoas ameacem outras de morte, faz com que tenhamos que pagar flanelinhas todas as vezes que estacionamos em um estacionamento público por medo que risquem nossos carros. É o sentimento de impunidade que faz com que pessoas sejam espancadas dentro de casa, pois os agressores sabem que irão pagar penas alternativas, se chegarem a ser condenados.

É esse sentimento de impunidade que leva políticos a corromper e ser corrompidos, pois sabem que existe uma lei falha que os protege. E que têm a cara de pau de aparecer depois do turbilhão e pedir o seu voto. E serem eleitos depois, pelo mesmo povo que assiste seus direitos a saúde, educação, segurança, emprego e lazer serem esmagados a uma queima de fogos no ano novo e pão e leite no café da manhã.

Durante as aulas de história no ensino médio, um fato que me mostra claramente o poder que o povo tem é a Marcha sobre Roma, em que os italianos conseguiram substituir um regime de governo por pura pressão popular. Aqui no Brasil nos orgulhamos de colocar 80 mil pessoas no Maracanã num domingo, mas enquanto isso não conseguimos organizar uma simples passeata para protestar os 80 mil reais que um Deputado Distrital recebe de verba de gabinete. Talvez falte um líder, um Ghandi tupiniquim para poder abrir os olhos desse povo.

Foto: Jonas B

6 Comments