Skip to content

Tag: chupa

Por que o Senado é assim

Eu estou planejando escrever este post há algum tempo. Mas a cada dia que passa, aparecem novas denúncias de maracutaias envolvendo Senadores, em especial as que envolvem a família Sarney. Quem me acompanha no Twitter, sabe que eu falo bastante no assunto por lá. Na lista de escândalos do Congresso Nacional em 2009, do site UOL, já são somados 68 casos de falta de retidão por parte dos Parlamentares que nós elegemos.

Bem, eu sempre falo que nós elegemos, então nós temos o direito de cobrar, de fazer valer nossa opinião. Por exemplo, na última sexta-feira por volta das 15:30 iniciou um movimento no Twitter com a hashtag #forasarney. Para mim aquilo foi incrível. Em menos de 1 hora, mais de 10 mil #forasarney foram postados. Mas não foi nada incrível. Como bom povo que vive de pão e circo, ontem o #forasarney foi ridicularizado pelo #chupa. Vejam:

forasarney_vs_chupa

O #chupa, foi uma reação do patriótico povo brasileiro ao ser provocado pelo ator Ashton Kutcher. Ele provocou os brasileiros enquanto o jogo de ontem pela final da Copa das Confederações estava em 2×0 para os Estados Unidos. Como vocês podem ver na imagem acima, a repercursão do #chupa foi MUITO maior do que a do #forasarney. Enquanto nosso povo continuar achando que futebol paga suas contas e vai mudar sua vida, os Deputados e Senadores continuam nos dando um grande #chupa para todos nós, diariamente.

PS: na mesma sexta-feira do fogo de palha que foi o #forasarney, eu havia separado alguns links de novas denúncias envolvendo o Senado. Os 3 artigos foram publicados em menos de 3 horas, e mostram como a coisa anda por aquelas bandas. Só para constar:

Se alguém tiver o interesse de abrir, aí estão os links. Só digo mais uma coisa: tudo o que vemos no Senado acontece de maneira muito mais putrefa nas Câmaras de Vereadores e na Câmara Legislativa do DF. Mas o noticiário nacional não noticia.

É isso, depois do #chupa de ontem, acho que não adianta lutar. A Copa das Confederações resolveu todos os nossos problemas.

Leave a Comment