Skip to content

Tag: celular

Sincronizando celulares Sony Ericsson com o computador

Algumas pessoas são esquecidas. Outras são tão esquecidas que sequer se lembram de anotar suas tarefas. Eu faço parte da segunda categoria. Não adianta tentar lembrar depois, a idéia vai dar uma volta e só reaparece quando quer.

Para amenizar isso, pessoas esquecidas TEM que anotar as coisas a fazer de alguma forma, e fazê-lo o mais rápido possível. Para atrapalhar ainda mais as coisas, nem sempre dispomos de papel e caneta em mãos. Um dos únicos apetrechos que servem para registrar informações é o celular.

Para manter os dados que são registrados no celular sempre atualizados com os calendários e demais programas de organização do computador é necessário executar sincronizações periódicas, assim os eventos mais novos estarão sempre atualizados em ambos locais. E o melhor de tudo é que existem programas que fazem essa tarefa por você, e melhor ainda é que eles são grátis!

Para Mac:

Quem usa o sistema da maçã sabe o quanto é fácil manter seus contatos sempre atualizados. O iSync cuida de manter o iCal (calendário), Agenda e demais serviços atualizados sem nenhuma dificuldade, até mesmo via bluetooth. Mas o grande problema do iSync é que ele tem que ser executado “on-demand”, ou seja, o usuário tem que mandar o programa ser executado, e também ligar o dispositivo bluetooth caso esteja desligado.

Para que você sequer tenha que se dar ao trabalho de ativar o bluetooth e ainda programar um intervalo de tempo (ou um horário específico) para realizar sincronizações, a solução mais simples que existe é o iSyncIt. Com ele é possível programar sincronizações, que acontecem em segundo plano. O programa utiliza o Growl para notificar que ligou o bluetooth, iniciou a sincronização, terminou de sincronizar e desligou o bluetooth (ainda economiza bateria!). Para quem quer automatização total, basta desligar a confirmação de alterações em grande quantidade do iSync.

isyncit

De fato, o aplicativo é um script “melhorado”, que executa funções já presentes no sistema operacional de forma automática.

Para Windows:

Quem usa Windows não fica chupando dedo. O MyPhoneExplorer pode ser considerado uma verdadeira suite de gerenciamento do telefone. Ele sincroniza muito mais que tarefas, calendário e contatos. Com ele, é possível fazer backup de mensagens SMS, notas, ver lista de chamadas (enviadas, recebidas, perdidas), ver status de bateria, qualidade de sinal da operadora, entre outras coisas. É possível armazenar os dados no próprio programa ou então escolher os programas que receberão cada uma das informações.

Além das opções de sincronização, ele também fornece uma interface entre o computador e o celular no modo telefone, caso o software da Sony Ericsson não tenha sido instalado. Existe também uma opção de ajustar o relógio do celular com um relógio atômico. Também existe um gerenciador de arquivos presentes no aparelho.

myphoneexplorer

Na minha opinião, cada programa tem suas características bem semelhantes aos sistemas operacionais para os quais foram feitos. O iSyncIt é ridiculamente simples, mas funciona e muito bem para o que se propõe. Já o MyPhoneExplorer é cheio de recursos e funcionalidades e também funciona bem (não pude testá-lo sincronizando via bluetooth). O ponto positivo do aplicativo para Apple é que ele funciona com qualquer celular que seja compatível com o iSync. Já o para Windows funciona apenas com aparelhos Sony Ericsson.

Links para download:

iSyncIt: Link
MyPhoneExplorer: Link

5 Comments

Blogar via wap/celular vale a pena?

se_k880i
cc_icon_attribution_small DeclanTM

Hoje de manhã eu publiquei um post que foi feito durante uma aula, pelo celular. Como assim? Simples, com as opções de tráfego de dados pelo celular a preços mais convidativos, posso navegar na Internet usando meu Sony Ericsson K550i. Com menos de 1 semana de uso intensivo do celular como fonte de conexão móvel com a rede, acho que já fiquei viciado. Leio notícias, feeds, acesso minha conta bancária, leio e envio e-mails, tudo sem ter que gastar a mais que o normal pela minha conta de dados.

É muito conveniente usar até o próprio browser do celular, mas se possível uso o Opera Mini, pois ele é mais rápido. Então hoje resolvi testar fazer um post usando o celular. E não é que deu certo! O único problema que tive foi ter que escrever o conteúdo em modo HTML. Talvez exista uma forma mais simples, mas cada passo à sua hora. Por enquanto eu apenas queria testar a funcionalidade da “coisa”, apesar de já ter lido post do Carlos Cardoso feito a partir do seu Nokia E71. Agora o próximo passo será instalar um plugin para deixar o blog mais wap-friendly.

Quem sabe a partir de agora, com a chegada das redes 3G o mercado de serviços por celular sejam alavancados, já que num passado nada distante os preços astronômicos proibiam qualquer um a sequer ler seus feeds favoritos. Hoje em dia já é possível até usar o Google Maps sem dor na consiência. Ah! E o sistema de triangulação funciona muito bem para informar o posicionamento do aparelho. Fica aqui uma sugestão: que o pessoal do WordPress crie uma interface voltada para quem queira postar direto do celular, ou de qualquer dispositivo portátil com acesso à Web.

2 Comments

Post via wap

Estou escrevendo este post pelo celular. Pode não parecer muito prático, mas até que parece bem divertido e útil caso se queira postar algo e não tenha um computador por perto.

Acredito que seja mais complicado inserir imagens, e também não estou conseguindo escrever no modo visual, só no html. Ainda hoje vou escrever outro post descrevendo melhor minhas impressões sobre postar via celular.

Leave a Comment

ipod não pode!

ipod-family

O vocalista da banda Charlie Brown Jr., Alexandre Abrão, mais conhecido como Chorão foi obrigado a desembarcar de um vôo da Gol sábado, dia 8, pois portava um ipod, que segundo a empresa aérea não foi desligado como solicitado pela comissária de bordo.

Chorão argumenta que desligou o aparelho como solicitado e que apenas deixou os fones nos ouvidos para amenizar o som da aeronave e poder dormir. A notícia completa está aqui.

Não é de hoje que as pessoas que tratam com o público vêm fazendo confusão com equipamentos eletrônicos. Num post do Meio Bit, é relatada uma lambança de agentes de segurança num aeroporto nos Estados Unidos por conta de um notebook sem HD e sem drive de leitura optica. O noke em questão era o MacBook Air, com drive SSD no lugar do HD convencional. A versão tupiniquim veio mais baratinha, em forma de ipod. Seja de um jeito ou de outro, as empresas que contratam pessoas para lidar com o grande público, como empresas de segurança, aéreas e muitas outras deveriam dar algum tipo de treinamento aos seus funcionários para evitar que essas cenas se repitam.

Aparelhos eletrônicos não são o diabo de plástico como muita gente pensa. Um simples ipod não vai interferir nas comunicações do avião. Nem tão pouco os celulares no modo de vôo. Afinal, o modo de vôo foi feito para ser usado no avião. Mas tente usar um celular nesse modo no avião. Para as comissárias é pior que portar uma granada! Se for assim, que todos guardem os relógios e os alarmes de carro (esses sim emitem ondas) na mala. E sem bateria.

SUGESTÃO: Que tal se alguém entrasse no avião com fones de ouvido nas orelhas e com o plug solto, mas escondido? Qual seria a reação da aeromoça ao ver que não tem nada ligado àqueles fones? Pena que não viajo de avião tão cedo…

1 Comment