Skip to content

Tag: legislativo

Vote Fulano de Tal (ou o Candidato do Bairro)

Eleições sempre nos trazem uma novidade criada durante os 4 anos (ou 2 se você não estiver no DF) entre um pleito e outro. Este ano além da propaganda política dupla sertaneja (2 candidatos pedindo voto juntos) chama a atenção o número de candidatos desconhecidos que aparecem falando o número em minguados segundos. São os candidatos do bairro, da rua, da esquina, ou seja: aquele seu conhecido (ou conhecido de um conhecido).

No Brasil, as eleições para os cargos legislativos, seja Deputado Distrital (ou Estadual), Vereador ou Deputado Federal são chamadas de proporcionais, exceto para Senadores. Funciona mais ou menos assim: você vota no candidato Fulano de Tal do Partido da Renovação Política Brasileira (PRPB), mas seu voto não foi necessariamente para o ilustre Fulano de Tal. Primeiramente seu voto foi para o PRPB, que somados os votos de todos os seus candidatos vai ocupar um determinado número de cadeiras naquele cargo. Depois disso é que os candidatos do PRPB vão ser classificados de acordo com o número de votos que receberam individualmente e o Fulano de Tal tem a chance de ocupar uma das vagas do partido.

Aqui vem o pulo do gato! Os partidos estão abrindo vagas para candidaturas de pessoas sem nenhuma expressão ou trajetória política de olho nos votos que a vizinhança daquele candidato pode trazer para a legenda. Você pode não querer votar naquele candidato picareta que foi pego com a mão no maço de dinheiro, mas que mal tem em votar naquele seu vizinho da rua de baixo, ou naquele cara que joga a pelada de quinta com você? Afinal, eles estão perto da sua realidade, conhecem seus problemas, e tem mais chances de, se eleitos, fazer algo pela vizinhança, não é? NÃO!

Essas pessoas só serão eleitas com muita, mas MUITA sorte. Mas o voto que você deu para o Fulano de Tal, que é do mesmo partido do picareta que você não votaria nem pintado de ouro, ajudou a eleger quem você não votou, porque ele foi para a legenda, e no final das contas o picareta tem muito mais visibilidade e votos que o cara que só o seu bairro conhece.

Portanto, nestas eleições tenha muito cuidado com as suas escolhas, e saiba que, mesmo sem votar neles, você pode estar ajudando a eleger aquela corja que depois você vai ficar se perguntando como teve gente que votou nessas pessoas. Fica a dica!

Foto: scragz

1 Comment
%d blogueiros gostam disto: