Skip to content

Tag: escolha

Fanáticos 2.0

greece_riots_2008

Durante a Idade Média, várias pessoas eram condenadas a morrerem em fogueiras, por causa das idéias que defendiam. Hoje em dia não existem mais fogueiras, mas nos fóruns sobre tecnologia que acompanho vejo um misto de rancor com ódio e fanatismo entre os usuários de alguns programas. E isso vem ficando cada vez mais agudos de uns tempos para cá.

Hoje, por exemplo, acabei de ler um tópico sobre uma pesquisa que apontava quais são os programas mais vulneráveis, entre os mais utilizados pelo público. Não vou entrar no mérito da confiabilidade da pesquisa ou sobre seus resultados. O fato, é que apareceram comentários como esse: “Cara, até o mais retardado dos mactards tem uma linha de argumentação menos infantil que você.”. E vejam que isso não é dos mais ofensivos que eu já ví. O “mactard” veio por causa da insígnia (símbolo) da Apple que aparece junto ao apelido do outro usuário.

Ora, só porque alguém usa o sistema operacional X, Y ou Z ele deve ser considerado retardado, degenerado, burro, idiota ou gay? Claro que não. É apenas um programa de computador que uma pessoa escolheu utilizar. Assim como pessoas escolhem carros para comprar por causa de determinadas características.

Mas para piorar ainda mais as coisas, esse fanatismo todo por causa de um software não se restringe ao sistema operacional. No Meio Bit, há verdadeiras digladiações por causa do navegador de internet que cada um usa, com debates acalourados de que o navegador tal consegue 100% no Acid Test 3, ou que ele consegue abrir determinada página 0,001 segundo mais rápido que os outros. E pasmem: há fanatismo até com o serviço de mensagem instantânea que o sujeito utiliza.

Vamos lá pessoal, um pouco mais de maturidade vai muito bem. Se você gosta do Google, da Microsoft, da Apple; se você usa Linux, Windows, Mac ou até OS/2 e está satisfeito com seu software, deixe que as outras pessoas também façam suas escolhas e se satisfçam digitalmente.

An Open World is free. Free as a choice, not free as a price.

Imagem: murplej@ne

1 Comment
%d blogueiros gostam disto: