Skip to content

Tag: américa

Bush, o Maior Hipócrita do Faroeste

"The Crazy World of George W. Bush" Nesta última quarta-feira, 06/08/2008, o ex-motorista de Osama Bin Laden, Salim Hamdam foi condenado em um Tribunal Militar instalado na base militar americana de Guantánamo, em Cuba. Pesava contra ele a acusação de prover apoio material ao terrorismo. Quando foi preso no Afeganistão ele tinha 2 mísseis terra-ar no porta-malas do carro que dirigia. Ele alega que não sabia do que se tratava, mas ainda assim não deixou de ser levado para a base americana e lá ser submetido a torturas como privação de sono, isolamento total, ser acordado a cada 1 hora durante 50 dias, entre outras.

Seu julgamento foi composto por um júri de 6 militares americanos e sua condenação pode chegar à prisão perpétua. Os organismos de defesa dos direitos humanos no mundo inteira já protestam pelo julgamento não respeitar normas aceitas mundialmente para esse tipo de julgamento. Esse é o lado verdadeiro do governo George W. Bush.

Porém, há um lado que os Estados Unidos sempre mostram para o mundo, e que na verdade não existe. O Presidente Bush, fez também essa semana um discurso a favor dos direitos humanos, da liberdade de manifestação e da liberdade religiosa na China. Também falou sobre “agir responsavelmente em questões que vão de energia a meio ambiente e ao desenvolvimento na África”. Ora, que moral esse homem tem para falar em direitos humanos, enquanto pessoas são torturadas e humilhadas nas prisões militares dos EUA ao redor do mundo? E quem é ele para falar em responsabilidade energética quando seu país insiste em usar o milho, uma das principais fontes de alimento, para a produção de álcool, ignorando o etanol brasileiro, produzido a partir da cana-de-açúcar? E para falar em responsabilidade ambiental depois de rejeitarem todos os acordos que poderiam fazer alguma diferença de verdade para o meio-ambiente? E ainda por cima vem falar em desenvolvimento na África, depois de seu país passar toda a Guerra Fria financiando guerras para vender armas naquele continente.

Isso sem falar nos países que foram invadidos pelos americanos em nome de uma democracia que sequer existe em seu país. Quem não se lembra daquela reeleição fraudulenta do atual presidente? Mas no Iraque e Afeganistão ele se acha no direito de interferir na vida política. Só mesmo nesses países, pois no Irã, Coréia do Norte e China existem ditaduras muito piores além de armas nucleares, o que afasta qualquer imaginação de invasão americana. Para eles já basta ter que sair correndo do Vietnã.

Sorte que o governo desse maluco está no fim. Talvez um dia o mundo possa respeitar os EUA pelo seu povo, por sua cultura, ao invés de respeitá-los por seu poderio bélico. Assim eles deixariam de ser um povo odiado mundo afora. E quem sabe um dia no Brasil se aprenda que de lá só devemos copiar as idéias boas.

Referências: Terra Notícias (1, 2)
Foto: Creative Commons Boris from Vienna

 

2 Comments

E o tabu cai por terra!!!

Fluminense

Ainda no calor das emoções, venho expressar minha extrema alegria pela vitória do glorioso Fluminense sobre o Boca Juniors. Assim, quebrou-se um tabu de 45 anos de nenhum time brasileiro, exceto o Santos de Pelé em 1963, conseguir eliminar o Boca da Copa Libertadores da América.

Agora o Fluminense vai ainda mais confiante para o primeiro jogo das finais contra a LDU, no Equador, e depois joga no Maracanã lotado de torcedores gritando “Vamos Fluzão, Vamos Ganhar, Eu Sou do Time 30 Vezes Campeão!”

Parabéns a toda equipe tricolor!

victor_end

Leave a Comment
%d blogueiros gostam disto: